Deseja empreender? Saiba mais sobre o e-commerce

Por 03/03/2017
Deseja empreender? Saiba mais sobre o e-commerce

Por onde começar a empreender? Como escolher o endereço certo para seu tipo de negócio? Quanto custa o aluguel de um ponto comercial em uma capital brasileira? De que forma conquistar o orçamento necessário para investir na estrutura de um comércio? Qual é o imóvel ideal para sua loja? Todas essas dúvidas são muito comuns para quem está planejando iniciar um negócio e se tornar empresário. Muitas vezes, os desafios logísticos acabam desanimando quem deseja virar seu próprio patrão. Se você está passando por esse tipo de dilema, estruturar um e-commerce pode ser o caminho ideal para você!

O que é e-commerce?

O nome E-commerce é uma abreviação do termo da língua inglesa “eletronic commerce”, ou “comércio eletrônico” em bom português. Basicamente, como o nome e o senso comum sugerem, trata-se de uma loja virtual. Hospedada em sites e plataformas específicas, a loja permite que você entre no mundo das vendas sem precisar, necessariamente, de uma sede física da loja, além de tornar possível a exportação para todo Brasil – ao contrário de uma loja física, que, no mínimo nos primeiros anos, atenderia apenas uma demanda local.

A plataforma ideal para o e-commerce

Assim como qualquer negócio, será necessário um investimento inicial para abrir uma loja virtual. Entretanto, a vantagem é que o orçamento necessário e os processos burocráticos serão muito menores e simplificados nessa modalidade de empreendedorismo. O primeiro passo é escolher uma plataforma que se adeque ao seu bolso e às suas necessidades. Essa escolha engloba vários detalhes, desde site, hospedagem e domínio até os processos de automatização, carrinho, e outros serviços do gênero. Existem diversas plataformas muito intuitivas disponíveis na web, como a Moovin e a Betalabs, por exemplo. Entretanto, vale a pena recrutar um bom webdesigner para a missão e garantir que seu site seja o mais funcional e seguro possível. De qualquer forma, você precisará de suporte para fazer manutenções esporádicas e corrigir eventuais bugs.

Como funcionam os meios de pagamento para e-commerce?

Existem diversas modalidades de transação monetária para negociações virtuais. Alguns sites cuidam de toda a parte logística para você, sem a necessidade de ter um CNPJ – você já deve ter ouvido falar em alguns deles, como PayPal e Pagseguro. Basta se cadastrar, confirmar a conta (através de dados e documentos pessoais) e configurar a conexão entre o site intermediador de compras e sua loja. Você recebe o dinheiro, em média, entre 15 e 30 dias após a confirmação do pagamento pelo cliente. O valor depositado é integral, mesmo que tenha havido parcelamento.

É possível configurar também meios de pagamento tradicionais, como cartão de crédito, boleto bancário e débito online. No caso das opções por boleto e débito, a negociação para integração da forma de pagamento com seu e-commerce deve ser feita diretamente nos bancos escolhidos. Já para oferecer a seus clientes a opção de pagamento via cartão de crédito, a operação é um pouco mais complexa. É necessário possuir CNPJ e entrar em contato com as operadoras escolhidas para se cadastrar.

É preciso ter um CNPJ para abrir uma loja virtual?

É uma etapa fundamental da regularização do seu negócio. Contudo, uma facilidade é a possibilidade de abrir um MEI, o cadastro para microempreendedores individuais. A modalidade dá direito a um CNPJ e assegura direitos trabalhistas, com a vantagem de ter encargos menores.

Se animou? Comece já a pensar em seu negócio virtual e vire dono da sua própria empresa!

Artigos relacionados

COMENTÁRIOS


© Copyright 2016 - Todos direitos reservados a Harpia Propaganda