A importância do design intuitivo para usabilidade

Por 01/04/2017
A importância do design intuitivo para usabilidade

Imagine que você entra em uma loja de sapatos buscando por um par de tênis de corrida. Todos os atendentes estão ocupados e não respondem quando você chama. Com pressa, você decide buscar pelo tênis por conta própria. Porém, há um problema: você não encontra uma seção específica para calçados voltados para a prática de esportes. Na verdade, tudo é muito bagunçado – as sandálias ficam junto com as botas, mas algumas botas também estão junto com os chinelos.

Você demora muito tempo para se adaptar à organização da loja. Depois de algum tempo, consegue encontrar o tênis que buscava no início da empreitada. O problema é que você olha em volta e percebe que o caixa não está sinalizado, e você não sabe onde é. Você provavelmente desistiria da compra, ou, no mínimo, ficaria muito irritado. Essa é a lógica do design intuitivo na web: criar uma estrutura que seja familiar ao cliente, fácil de usar e compreender e, principalmente, na qual ele não se perca porque é difícil se encontrar dentro do website.

O que é o design intuitivo?

Mesmo que você nunca tenha entrado numa loja de sapatos e aquela fosse sua primeira vez, você saberia como a logística de uma funciona: você entra, caminha até uma seção, escolhe um sapato, prova e leva até o lugar indicado em que os clientes devem pagar por ele. Na internet, não é diferente. É preciso que, assim que o visitante entre no seu site, entenda exatamente como ele funciona sem dificuldades.

Design intuitivo quer dizer um design em que o cliente consiga se virar por conta própria. Isso acontece por duas casualidades: porque o site é bem estruturado e sinalizado e, também, porque tem uma estrutura semelhante a outros sites. Você só espera que uma loja de sapatos tenha um caixa porque em todas as outras lojas de outros segmentos em que já entrou na vida, havia um lugar específico para pagar suas compras.

Isso não quer dizer que o webdesigner, o designer ou o diretor de arte responsável pelo site não possam propor inovações. Ousar é importante, desde que sua proposta esteja dentro dos princípios da usabilidade, ou seja, que seja viável na prática. Se você já viu vários chuveiros em que se gira uma torneira e a água começa a cair, vai esperar que todos os chuveiros funcionem da mesma maneira. Se um dia vai à casa de um familiar e descobre que por lá o chuveiro não tem torneira, mas um botão que o aciona, é preciso que esse botão esteja bem sinalizado, seja fácil de usar e esteja localizado em um lugar visível, certo? Clientes não tem paciência para adivinhar. Se não entendem seu site, simplesmente fecham a janela e vão embora.

Não oculte seções relevantes!

Para ter um design intuitivo, a principal dica é não esconder seções importantes. É preciso que todas as informações de todas as etapas estejam visíveis. Botões de contato, finalização de compra, carrinho, compartilhamento em redes sociais e códigos importantes, por exemplo, sempre devem estar sinalizados, centralizados, alinhados, pensados com cores fortes, design especial e visíveis ao cliente.

Artigos relacionados

COMENTÁRIOS


© Copyright 2016 - Todos direitos reservados a Harpia Propaganda